COVID-19 dispara volume de chamadas na linha Alô Vida  

alo vida

A pandemia da COVID-19 provocou o aumento do volume das chamadas telefónicas à linha Alô Vida no mês de Março deste ano, ao registar mais de 6 mil solicitações, contra 2 mil de Fevereiro.

A linha AlôVida é um serviço de saúde, cujo objectivo é prover informação e esclarecer dúvidas sobre matérias de saúde, através de chamadas telefónicas ou mensagens.

O aumento do número de usuários da Linha Alô Vida em Março deveu-se ao facto de terem sido notificados no país os primeiros casos positivos do novo coronavírus.

Segundo o relatório trimestral da Linha AlôVida, nos primeiros três meses do ano em curso, foram atendidas mais de 10 mil pessoas, na sua maioria com idades que variam de 15 a 39 anos.

De acordo com o referido relatório, o número de perguntas colocadas disparou no mês de Março, tendo ultrapassado mais de 5 mil.

Outro aspecto não menos importante, tem que ver com o número de ligações por província, sendo a Cidade de Maputo a que registou mais chamadas, com 23% do total, seguida de Maputo Província com 8% e, no fundo da tabela, Niassa com 3%.

Em termos de género, o documento aponta que no mês passado mais homens contactaram a plataforma AlôVida, sendo 73% homens e 27% mulheres.