HCM quer reforço de sangue para fazer face à COVID-19

HCM

O Hospital Central de Maputo (HCM) anunciou esta segunda-feira, 21 de Abril, que está sem stock suficiente de sangue para fazer face a eventual escalada de casos de pessoas internadas cominfecção pelo novo Coronavírus.

Segundo a directora clínica desta unidade hospitalar, Farida Urci, falando em Conferência de Imprensa, referiu que por conta das medidas decretadas no âmbito do Estado de Emergência para conter a propagação da COVID-19 no país, muitos potenciais dadores de sangue distanciaram-se.

A situação piora com o encerramento dos estabelecimentos escolares e igrejas, que eram potenciais locais de colheita deste líquido vital.

Farida Urci disse à imprensa que a escassez de sangue deve-se ao facto do HCM, como instituição de saúde, não ter parado de funcionar, estando a receber doentes de fórum oncológico, traumático e outras patologias médicas que requerem sangue.

Por outro lado, pelo facto dos blocos operatórios também continuarem a funcionar para cirurgias diversas, bem como o tratamento de quimioterapia, que pressupõe a necessidade de mais unidades de sangue, as reservas que haviam estão a esgotar.

Na ocasião, Farida Urci apelou a todos moçambicanos, de todos seguimentos da sociedade, para aderirem aos hospitais para a doação de sangue, observando ainda todas as medidas recomendadas. Garantiu que serão criadas condições para que a doação seja feita de forma segura.