INS faz testagem massiva ao acampamento de Afungi

eduardo samo gudo

O Instituto Nacional de Saúde (INS) anunciou esta sexta-feira, 24 de Abril, que está a levar acabo uma testagem massiva aos funcionários da petrolífera multinacional Total que se encontram nos acampamentos de Afungi, distrito de Palma, província de Cabo Delgado.

O objectivo, segundo explicou o director-geral adjunto do INS, Eduardo Samo Gudo, é conter e quebrar a cadeia de propagação e infecção pelo novo coronavírus naquele ponto, que neste momento concentra a maior parte dos casos positivos e confirmados em laboratório no país.

Estatísticas do Ministério da Saúde, divulgadas esta tarde, indicam que o país conta com 65 casos positivos da Covid-19, dos quais 45 estão em Cabo Delgado, 15 na cidade de Maputo e cinco na província de Maputo.

Refira-se que o primeiro caso notificado com a doença e ligado aos acampamentos da Total em Afungi, província de Cabo delgado, foi diagnosticado no dia 1 de Abril, quando o país contava ainda com nove infectados. De lá para cá, quase todos os casos registados resultaram dos contactos relacionados com este indivíduo.

Samo Gudo explicou que os 19 casos positivos notificados nas últimas 24 horas, de um total de 114 amostras testadas, resultam da testagem massiva levada a cabo naquele acampamento.

Dados cumulativos indicam que o país já testou, desde a eclosão da pandemia, 1439 amostras suspeitas de estarem infectadas pelo novo coronavírus, rastreou 500 mil pessoas e 12 mil entraram em quarentena, das quais 1014 estão ainda em seguimento.

Refira-se que dos 65 casos positivos, 57 são de transmissão local e oito são importado, possuindo ainda nove pessoas recuperadas das doença.