INS testou 57 suspeitos da COVID-19 nas últimas 24 horas

As autoridades nacionais da saúde anunciaram ontem que o Instituto Nacional de Saúde (INS) testou, nas ultimas 24 horas, 57 suspeitos de terem sido infectados palo novo coronavirus, tendo todos tido resultados negativos.

Segundo a directora nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene, com este número de testados, o país já conta com um total de 424 casos suspeitos examinados, tendo dez (10) tido resultado positivo da COVID-19. Deste número, um foi dado como curado e nove continuam em tratamento.

“Portanto, o nosso país contínua com 10 casos positivos, sendo 3 de transmissão local e 7 importados”, realçou Rosa Marlene.

Refira-se que este é o sexto dia consecutivo que o país não regista nenhum caso novo confirmado de infecção pelo Coronavirus.

A responsável referiu também que dos 139 contactos que estavam em seguimento até ontem, 15 já cumpriram os 14 dias de quarentena e não desenvolveram nenhuma sintomatologia. “Actualmente temos 124 contactos em acompanhamento”, indicou.

Num outro desenvolvimento, a directora Nacional de Saúde Pública sublinhou a importância de cada cidadão reduzir drasticamente a circulação na praça pública, permanecendo em casa, em cumprimento das medidas adoptada pelo executivo para conter a propagação da pandemia.

“Estas medidas ajudarão a reduzir o risco de transmissão da doença. Portanto, todos devem observar rigorosamente o distanciamento social e manter-se em casa, com a excepção daqueles que por razões de trabalho não podem fazê-lo”, apelou a dirigente, mostrando-se preocupada por haver muita gente nas ruas e o registo de casos de violação do Estado de Emergência.

Aliás, a Polícia da República de Moçambique diz registado seis casos de desobediência e detido 25 cidadãos em conexão com os mesmos, para além de ter forçado o encerramento de 78 estabelecimentos de diversão.