Mantém-se os casos confirmados da COVID-19 no país

Moçambique continua com um cumulativo de 39 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo Coronavírus, dos quais oito estão recuperadas, segundo informação apresentada esta terça-feira, 21 de Abril, pela directora nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene.

Falando no habitual briefing de Imprensa, a responsável disse aos jornalistas que o país testou, através do Instituto Nacional de Saúde (INS), um total de 1.163 casos suspeitos, dos quais 53 nas últimas 24 horas, sendo que todos revelaram-se negativos para a COVID-19.

A responsável de Saúde Pública acrescentou ainda que Moçambique tem um total cumulativo de 11.829 pessoas em quarentena, sendo que actualmente existem 1.195 pessoas em seguimento.

Na ocasião, Rosa Marlene, recordou a todos os indivíduos que possuem factores de risco para a infecção pelo novo coronavírus, nomeadamente os que têm idade avançada (mais de 60 anos), a obesos, hipertensos, diabéticos, doenças cardiovasculares, cancros (como o do Colo Uterino e da Mama) e doenças pulmonares crónicas (como a Asma), a terem uma atenção redobrada no que tange às medidas de prevenção, por forma a evitar o desenvolvimento de complicações da doença.

Por sua vez, o director-geral adjunto do INS, Eduardo Samo Gudo, recomendou a prática de exercícios físicos, como uma forma de melhorar o sistema imunitário, pois esta é a única maneira que o organismo tem para eliminar o vírus, porém deve ser feita observando todas as medidas estabelecidas para a prevenção da doença, nomeadamente o uso da máscara, distanciamento social, entre outras.

Por outro lado, o dirigente referiu que Moçambique tem uma estratégia para estender a capacidade de testagem ao nível do país, de modo a atingir a capacidade de 6 mil por dia, porém tal depende da disponibilidade de reagentes, que estão a escassear no país.