O Coronavirus

Os coronavírus são uma grande família de vírus que podem causar doenças em animais ou seres humanos. Vários coronavírus são conhecidos por causarem infecções respiratórias em seres humanos, que variam de constipação normal a doenças mais graves, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS). O coronavírus descoberto muito recentemente causa uma doença chamada de coronavírus COVID-19.

COVID-19 é a doença infecciosa causada pelo coronavírus mais recente. Este novo vírus e doença eram desconhecidos até o começo de surto em Wuhan, China, em Dezembro de 2019.

Sintomas da COVID-19:

Os sintomas mais comuns do COVID-19 são febre, cansaço, tosse seca e dificuldade respiratória. Alguns pacientes podem sentir dores, congestão nasal, prurido no nariz, garganta inflamada ou diarreia. Estes sintomas geralmente são leves e começam gradualmente. Algumas pessoas são infectadas, mas não apresentam sintomas e sentem-se bem. A maioria das pessoas (cerca de 80%) recupera-se da doença sem precisar de tratamento de suporte. Cerca de 1 em cada 6 pessoas infectadas pela COVID-19 fica gravemente doente e desenvolve dificuldades respiratórias. As pessoas idosas e pessoas que têm problemas médicos subjacentes, como pressão alta, problemas cardíacos ou diabetes, têm maior probabilidade de desenvolver doença grave. Cerca de 3.4% das pessoas com a doença morreram. Pessoas com febre, tosse e dificuldades respiratórias devem procurar cuidados médicos.

Como a doença se espalha?

As pessoas podem contrair o COVID-19 de outras pessoas infectadas pelo vírus. A doença pode espalhar-se de pessoa para pessoa através de pequenas gotículas que se espalham saindo do nariz ou da boca quando uma pessoa com COVID-19 tosse, expira, fala ou canta. Essas gotículas pousam em objectos e superfície em volta da pessoa, então, quando outras pessoas tocam nesses objectos ou superfície e depois tocarem nos olhos, no nariz ou na boca aí contraem contrair COVID-19. As pessoas também podem contrair a COVID-19 se inspirarem as gotículas que saem quando uma pessoa com COVID-19 tosse, expira, fala ou canta. Este é o motivo por que é importante ficar a mais de 1 metro (3 pés) de uma pessoa doente.

A OMS está a avaliar pesquisas em curso sobre as formas como a COVID-19 é espalhado e continuará a partilhar descobertas actualizadas.

É possível que o vírus seja transmitido pelo ar?

Estudos até agora sugerem que o vírus que causa a COVID-19 é transmitido pelo ar através de gotículas quando uma pessoa infectada fala, tosse ou espirra. Ver a resposta anterior em “Como que é se espalha a COVID-19?”

Existe vacina, medicamento ou tratamento para a COVID-19?

Ainda não. Até agora, não existe vacina nem medicamento antiviral específico para prevenir ou tratar a COVID-2019. Contudo, as pessoas afectadas devem receber cuidados para aliviar os sintomas. Pessoas com doença grave devem ser hospitalizadas. A maioria dos doentes com COVID-19 recupera-se com medidas básicas de apoio.

Possíveis vacinas e alguns tratamentos medicamentosos específicos estão a ser investigados. Estão a ser testados através de ensaios clínicos. A OMS está a coordenar esforços para desenvolver vacinas e medicamentos para prevenir e tratar o COVID-19. As formas mais eficazes de proteger a si e aos outros contra a COVID-19 são: lavar frequentemente as mãos, cobrir a boca e o nariz com a curva do cotovelo ou lenço ao tossir ou expirar, manter uma distância de pelo menos 1 metro (3 pés) das pessoas. Para mais informações, vide as medidas básicas de protecção contra o novo coronavírus.

Quanto tempo o vírus sobrevive na superfície?

Não se sabe ao certo quanto tempo o vírus que causa a COVID-19 sobrevive na superfície, mas parece comportar-se como outros coronavírus. Estudos sugerem que os coronavírus (incluindo informações preliminares sobre o vírus COVID-19) podem persistir na superfície por algumas horas ou até vários dias. Isto pode variar em diferentes condições (por exemplo, tipo de superfície, temperatura ou humidade do ambiente).

Se achar que uma superfície pode estar infectada, limpe-a com um desinfectante simples para matar o vírus e proteger a si e aos outros. Limpe as mãos com um álcool em gel ou lave-as com água e sabão. Evite tocar nos olhos, na boca ou no nariz.

Quanto tempo leva a incubação do vírus?

O “período de incubação” significa o tempo entre a infecção pelo vírus e o início dos sintomas da doença. A maioria das estimativas do período de incubação da COVID-19 varia de 2 a 14 dias, geralmente cerca de cinco dias. Estas estimativas serão actualizadas à medida que mais dados estiverem disponíveis.

Qual é a probabilidade de eu contrair a COVID-19?

O risco depende de onde você vive ou de onde viajou recentemente. O risco de infecção é maior em áreas onde várias pessoas foram diagnosticadas com COVID-19. Mais de 95% de todos os casos da COVID-19 estão a ocorrer na China, sendo a maioria dos casos na província de Hubei. Para as pessoas na maioria das outras partes do mundo, actualmente o risco de contrair a COVID-19 é baixo; no entanto, é importante estar ciente da situação e dos esforços de prontidão em sua área.

A OMS está a trabalhar com as autoridades de saúde da China e do mundo para monitorar e responder aos surtos da COVID-19.

São eficazes os antibióticos na prevenção ou tratamento da COVID-19?

Não. Os antibióticos não funcionam contra o vírus, mas apenas contra infecções bacterianas. A COVID-19 é causado por um vírus, por isso os antibióticos não funcionam. Antibióticos não devem ser usados como um meio de prevenção ou tratamento de COVID-19. Eles devem ser usados apenas mediante prescrição de um médico para tratar uma infecção bacteriana.

Quem são as pessoas que estão em risco?

Embora estejamos ainda a estudar como a COVID-2019 afecta os seres humanos, sabe-se que pessoas idosas e pessoas com outras doenças como pressão alta, doenças cardíacas ou diabetes tem maior risco de desenvolver doença grave do que as outras pessoas.