País regista mais dez casos de Covid-19

Moçambique registou nas últimas 24 horas mais dez casos de infecção pelo novo Coronavírus, passando a ter um cumulativo de 244 casos positivos confirmados em laboratório. A Directora Nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene, disse em conferência de imprensa da tarde deste Sábado, 30.05, que os 10 casos positivos ora diagnosticados fazem parte de um lote de 260 amostras testadas hoje, das quais 250 revelaram-se negativas.

Na mesma ocasião, a dirigente esclareceu que as amostras testadas resultam da actividade de vigilância activa, da suspeita e rastreio de pessoas com sintomas nas unidades sanitárias.

Dos dez casos positivos em alusão, cinco apresentam sintomatologia leve a moderada e outros cinco sem qualquer sintomatologia, por esse motivo, todos encontram-se em isolamento domiciliar e neste momento está em curso o processo de mapeamento dos seus contactos.
Do total dos casos, cinco são de Cabo Delgado, 2 Nampula e 3 cidade de Maputo.

Na mesma ocasião, a dirigente referiu que o país registou mais seis recuperados da infecção, o que soma 90 indivíduos considerados curados da doença em Moçambique.

Falando sobre o caso positivo da província de Tete, anunciado na conferência passada, o Director Geral Adjunto do Instituto Nacional de Saúde, Eduardo Samo Gudo, disse que tratava-se de uma nova cadeia de transmissão e que já estão em curso as actividades de pesquisa para se aferir a relação com as outras cadeias de transmissão já existentes.

No mesmo contexto, Samo Gudo explicou a forma como é desencadeado o processo de vigilância activa, tendo referido que a actividade decorre através de diagnóstico e colheita de amostras de indivíduos que se apresentam nas unidades sanitárias com sintomatologia gripal. Segundo o Director, a vigilância activa é de extrema importância, pois permite a identificação precoce dos casos positivos, facto que contribui para o rápido controle dos focos de transmissão.

O MISAU considera haver um contínuo aumento de pacientes recuperados da Covid-19 no mundo e que Moçambique não está alheio a esse processo, contudo apela a população moçambicana a continuar com o cumprimento das medidas de prevenção emanadas pelas autoridades no contexto do Estado de Emergência vigente no país e prorrogado por mais um mês pelo Presidente da República, Filipe Nyusi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *