Conheça os testes de diagnóstico da COVID-19

1. Quais são os testes de diagnóstico da COVID-19 em uso em Moçambique?

No país, estão em uso dois tipos de testes de diagnóstico da COVID-19:

  • Teste Rápido de Antigénio e
  • Teste molecular PCR.

2. O que é Teste Rápido de Antigénio?

É aquele que confirma ou não a presença de proteínas (partes) do novo coronavírus no corpo humano.

3. O que é PCR?

É uma sigla em língua inglesa, atribuído a um tipo de teste, considerado padrão de ouro na testagem de SARS-COV-2, que tem como significado Reacção em Cadeia da Polimerase, utilizado para confirmar ou não a presença do material genético do novo coronavírus no corpo humano.

4. Quais são as diferenças existentes entre os testes de diagnóstico da COVID-19?

Diferem nos seguintes aspectos:

4.1. Teste Rápido de Antigénio:

  • Detecta a infecção activa através da identificação das proteínas (partes) do novo coronavírus nas pessoas infectadas;
  • Para o diagnóstico, colhe-se amostras através nariz (nasofaríngea) e o processamento é no local.
  • É de fácil realização, isto é, o processamento não é feito apenas por técnicos de laboratório, outros profissionais de saúde podem ser treinados para o efeito;
  • Os resultados são obtidos de forma rápida dentro de minutos e não precisa ser feito num laboratório;
  • É menos sensível e específico que o PCR. Idealmente, o teste deve ser feito nos primeiros 5 dias após o início dos sintomas, sobretudo quando a quantidade de vírus no organismo for alta.
  • Em alguns casos, quando o resultado do teste rápido é negativo, mas as pessoas apresentam sinais de gravidade, sobretudo profissionais de saúde ou doentes com sintomatologia altamente sugestiva, recomenda-se que seja feito o teste PCR para confirmação de infeção por SARS-COV-2.

4.2. Teste Molecular PCR:

  • Para o diagnóstico, colhe-se amostras (secreções) do nariz (nasofaríngea) ou da boca (orofaríngea) e de seguida envia-se ao laboratório onde são processadas e obtém-se o resultado.
  • É muito sensível e específico, isto é, é capaz de detectar o material genético do vírus mesmo em pequenas quantidades;
  • Necessita de um laboratório preparado, com tecnologia avançada e técnicos de laboratório altamente treinados;
  • Os resultados são demorados, geralmente levam dias.

5. Para além dos testes de diagnóstico do novo coronavírus, existe o Teste Rápido de Anticorpos, que não serve para o diagnóstico de doença activa, mas é útil porque:

  • Identifica as pessoas que estiveram expostas ao novo coronavírus, isto é, encontra os anticorpos, que são as defesas do corpo. Como os anticorpos são produzidos depois de 1 – 2 semanas após a infecção, a pessoa pode já não estar infectada no momento da testagem;
  • Para o teste colhe-se amostra de sangue e o processamento é no local. Não é necessário enviar a amostra para o laboratório;
  • É usado nos inquéritos sero-epidemiológicos e nos inquéritos de rotina que informam sobre a incidência e prevalência da doença.
  • Os resultados são obtidos de forma rápida, dentro de minutos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *