Moçambique regista mais uma morte e 90 novas infecções por coronavírus

O Ministério da Saúde (MISAU) anunciou esta tarde, 08 de Setembro, mais um óbito vítima da COVID-19, elevando para 28 o total de mortes registadas desde a eclosão da pandemia no país.

Segundo o comunicado de imprensa de actualização de dados sobre a Covid-19, a vítima de 61 anos de idade, perdeu a vida na manhã de hoje, depois de ter sido admitido no Hospital Geral de Chamanculo, cidade de Maputo, a 28 de Agosto, com quadro de doença respiratória grave. O mesmo veio a ser transferido para o Hospital Geral da Machava, província de Maputo, onde manteve o estado geral grave. O teste para o SARS-CoV-2 foi realizado no dia 04 de Setembro e o resultado positivo divulgado no dia 07 de Setembro.

Ainda hoje, o MISAU anunciou a notificação de mais 90 casos positivos de infecção pelo novo coronavírus, elevando o total para 4.647 no país. Destes, 4.364  são de transmissão local e 283 importados.

Os pacientes registados hoje são todos de nacionalidade moçambicana, e resultam da testagem de 701 amostras detectados nas acções de vigilância activa nas unidades sanitárias e rastreio de contactos de casos positivos.

Dos 90 casos reportados hoje, são homens e 24 mulheres. Os jovens continuam a ser os mais afectados pela pandemia, correspondendo a 50 dos casos reportados hoje.

Depois de ter ficado semanas registando menos de 10 casos, a província da Zambézia registou hoje 54 casos positivos de COVID-19. Cabo Delgado registou mais 23 casos, Cidade de Maputo, mais seis, e a Província de Maputo, mais três. Tete tem dois novos casos. Nampula e Manica tem ambos um caso novo.

Sobre os recuperados, o MISAU anunciou o registo de mais 18 casos, contabilizando 2.715 o total de indivíduos livres da Covid-19.

“Todos os recuperados são indivíduos de nacionalidade moçambicana e ocorreram na província de Cabo Delgado”, explica o documento.

O país tem neste momento, 22 indivíduos internados nos centros de isolamento devido à Covid-19, sendo que “19 estão na Cidade de Maputo, dois em Tete e um em Nampula”.

Refira-se que Moçambique tem um cumulativo de 2.076.615 pessoas rastreadas para a Covid-19 nos diferentes pontos de entrada. Destas, 35.687 foram submetidas à quarentena domiciliar. Neste momento, 4.801 pessoas observam a quarentena domiciliar e 2.693 contactos de casos positivos estão em seguimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *