Nampula declarada área com transmissão comunitária da Covid-19

Armindo Tiago

O Governo moçambicano declarou hoje a província de Nampula como local geográfico com transmissão comunitária da infecção pelo novo coronavírus, facto que se justifica devido à alta progressão do número de casos que se registam e o perfil epidemiológico dos infectados.

Esta região do país registou o primeiro caso da Covid-19 no dia 25 de Maio e já conta com 115 casos positivos, com um óbito, um cenário que mostra a rápida progressão da pandemia. Dados actualizados este sábado, indicam o registo de mais 55 novos casos em todo o país, dos quais 28 são da província de Nampula.

Falando este sábado, 06.06, na província de Nampula, local que colheu a conferência de imprensa de actualização de dados da Covid-19 no país, o ministro da Saúde, Armindo Tiago, explicou que a declaração daquela parcela do país como área de transmissão comunitária justifica-se pela elevada percentagem de positividade, 21,7 por cento, muito elevada que a do país, que é de 2,7 por cento. Além disso, a região tem uma taxa de transmissibilidade duas vezes mais que a do resto do país, bem como o registo do aumento de proporção de crianças e idosos nos infectados.

Também está o facto de a maior parte dos casos terem sintomatologia, incluindo alguns com necessidades de internamento, contrariando o cenário que o país verificava desde o início da pandemia, de casos sem sinais ou com sintomas leves.

“Com este perfil epidemiológico, queremos informar que estão cumpridos os pressupostos do padrão de Transmissão Comunitária na Cidade de Nampula.

Assim, diferente do restante do País que ainda apresenta um padrão epidemiológico baseado em focos de transmissão, a Cidade de Nampula é o primeiro local geográfico a transitar para o padrão de Transmissão Comunitária”, declarou o governante.

Com vista a reverter o cenário, o ministro disse que será reforçada a vigilância activa na cidade e província de Nampula, para monitoria da epidemia e identificação precoce de novos locais afectados; fortalecimento das equipes locais de vigilância epidemiológica; preparação do Inquéritos Sero-epidemiológicos Rápidos de base comunitária para determinação da magnitude da epidemia.

Também serão intensificadas acções de higiene e saneamento, educação sobre prevenção da COVID-19. A par disso, anunciou o estabelecimento da capacidade de testagem de SARS-CoV-2 na Cidade de Nampula, utilizando a tecnologia de PCR antes do dia 25 do mês em curso, estando já em curso a finalização da adaptação de infra-estrutura laboratorial para montagem dos equipamentos. O dirigente disse que vai se fazer mobilização multissectorial para o cumprimento rigoroso das medidas do nível 3, monitoria da evolução da epidemia para guiar a tomada de decisões, e fazer ajustes imediatos ao plano de contenção e mitigação.

O país conta neste momento com 409 casos da Covid-19 confirmados em laboratório, dos quais 126 estão recuperados e dois óbitos pela doença e um terceiro por outras causas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *