Número de infecções por COVID-19 continua a disparar em Moçambique

O país atingiu um novo recorde infecções por COVID-19 em 24 horas. São 3.473 novos casos notificados pelo Ministério da Saúde (MISAU), que, igualmente, registou três óbitos em pacientes infectados pela doença.

Entre os óbitos, contam-se duas mulheres e um homem, todos de nacionalidade moçambicana, cujas idades variam de 55 a 77 anos. Dois deles ocorreram ontem, o outro foi declarado hoje, elevando o cumulativo de mortes pela COVID-19 para 1.976.

Sobre os casos positivos, as autoridades sanitárias anotam que 3.445 são moçambicanos e 28, estrangeiros. Destes, 1.894 são do sexo feminino, 1.572 do sexo masculino e sete cujo sexo ainda não apurado, todos resultantes de transmissão local.

A cidade de Maputo voltou a registar o maior número de casos positivos (1.025), seguida pelas províncias de Inhambane, Maputo, Gaza e Sofala, com 661, 498, 386 e 227, respectivamente. Com estes dados, Moçambique soma um total de 175.648 casos positivos inscritos, dos quais 175.279 de transmissão local e 369 importados.

Em comunicado de imprensa, o MISAU refere, ainda, que, nas últimas 24 horas, mais 46 pessoas, 26 das quais na cidade de Maputo, ficaram internadas e outras 22 tiveram alta hospitalar, facto que eleva para 7.408 o total de internados.

Os dados apontam, igualmente, para mais 451 pessoas recuperadas da infecção. Desta cifra, 392 são da província de Gaza, 26 de Sofala, 20 de Nampula, 11 de Cabo Delgado e dois, da Zambézia, passando a totalizar 153.026 o número de indivíduos livres da doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.